O que acontece quando você para de curtir coisas no Facebook?

por BIA GRANJA | 19 agosto 2014

facebooklike

Lembra que há algumas semanas a gente fez um post sobre o jornalista que curtiu TUDO o que apareceu no Facebook dele e transformou sua timeline numa visão do inferno? A conclusão da experiência foi que, ao curtir tudo o que aparece, só vai começar a aparecer tudo o que você não curte na sua timeline: extremistas políticos, besteirol inútil e mensagens de marcas.

Na época em que publicamos a matéria do “curtir tudo”, um monte de gente nos questionou se parar de curtir tudo teria o efeito oposto. Pois a jornalista Elan Morgan resolveu fazer o teste e, desde o dia 1o de agosto, parou de curtir coisas no Facebook. A decisão foi tomada porque Elan não quer mais fazer parte do jogo Facebookiano em que quanto mais ela curte, mais a rede social aprende sobre sua vida e usa isso pra vender anúncios. Tá certa!

Mas e aí, o que ela tem feito pra interagir no Facebook e qual o efeito de parar de curtir as coisas na rede social?

Clique pra continuar lendo

Como vai ser a Internet daqui a 100 anos?

por BIA GRANJA | 19 agosto 2014

futuro_internetdascoisas

Uma das perguntas que eu mais escuto quando tô dando alguma entrevista ou participando de eventos é: “como você acha que vai ser a internet daqui a 5 anos?”. Eu sempre respondo que não faço a menor ideia, mas que eu desconfio que a internet, cada vez mais, não vai ser assunto de discussão, pois ela vai virar algo tão integrado na nossa vida, tipo luz elétrica, que não vamos nem lembrar que ela tá lá.

Mas essa é a minha opinião, né? Pra dar uma visão mais apurada e estudada da coisa, o pessoal da Who is Hosting This fez um exercício de futurologia e nos manda 100 anos pra frente. Sim, CEM ANOS! Você nem vai estar vivo… ou estará?

A maior previsão do estudo é que a internet não vai mais existir daqui a 100 anos!

COMO ASSIM?

Clique pra continuar lendo

33 momentos que marcaram a humanidade pra você reassistir no YouTube

por BIA GRANJA | 19 agosto 2014

header_historiadomundo

Senta que lá vem história…

Se existisse Youtube na época em que eu tava na escola, certamente meu entendimento de mundo teria sido muito diferente. Lembro que a coisa mais maneira que existia pra falar dos assuntos do mundo era o Almanaque Abril, pois ele trazia imagens, quando possível, coloridas dos fatos. Hoje, é só acessar o Youtube, fazer uma busca rápida e PRONTO, você consegue reviver os grandes momentos que marcaram a humanidade de um jeito muito mais imersivo.

De 1903 à 2013, separamos 33 momentos que foram importantes pra história do mundo ou do Brasil – desde que se tornou possível documentá-los em vídeo, claro. Alguns vídeos vão te arrepiar, outros te fazer chorar ou chocar, outros podem abalar seu emocional, fazer você pensar ou apenas matar sua curiosidade… dê o play e prepare-se para uma viagem incrível pela história da humanidade. :)

Clique pra continuar lendo

Como transformar vídeos do Youtube em gifs com 1 clique

por BIA GRANJA | 18 agosto 2014

O Tigo compartilhou comigo no Twitter um link muito fera, é o Gif YouTube! Sim, ele faz exatamente isso que você tá pensando: transforma automaticamente trechos de vídeos do Youtube em gifs animadíssimos.

Pra testar, escolhi o vídeo da menina Giovana – sim, a do forninho – e o resultado é o maravilhoso gif abaixo:

xVY

E foi muito fácil!

É só colar o link do vídeo no site, escolhe a duração do gif (de 01 a 10 segundos) e a partir de qual minuto quer fazer o gif e… PRONTO! Ele tem até um preview pra te mostrar o resultado antes de finalizar. Uma outra forma de fazer é adicionar a palavra “gif” direto no endereço do vídeo antes da palavra “youtube”. Mágico!

Cara, isso é revolucionário! Quem ama gifs sabe o quanto é difícil eternizar pequenos trechos de vídeos nesse formato sem que ele venha com uma marca d’água tosca ou em tamanho microscópico.

Obrigada, Internet, por mais essa! <3

 

 

As transformações mais surreais do meme #MakeUpTransformation

por BIA GRANJA | 16 agosto 2014

poderdamaquiagem

Que a maquiagem pode deixar o Exu Caveirinha parecendo uma princesa da Disney todo mundo sabe, mas o meme #MakeUpTransformation mostra que o poder do reboco é maior do que parece. Ele pode te transformar em uma nova pessoa, apenas com o toque mágico de um pincel com corretivo.

Duvida?

Antes de te contar sobre o que é o meme, vamos contextualizar aqui pra vocês a origem da coisa. Não sei se vcs viram aí no Facebook de vocês que por esses dias um vídeo de “antes e depois da maguiagem” deu uma super viralizada: ele teve mais de 180 mil shares, 14 mil likes e 13 mil comentários. Não viu o vídeo?

 

Clique pra continuar lendo

Nova reforma ortográfica quer aperfeisoar o português

por BIA GRANJA | 14 agosto 2014

prohibido_reformaortografica

A Comisão de Educasão, Cultura e Esporte do Senado está estudando a viabilidade de uma nova proposta de reforma ortográfica pra língua portuguesa. A ideia, que busca simplificar e aperfeisoar a lingua, naseu das constantes discusões que rolam em audiênsias públicas por conta da última reforma ortográfica de 2009 (aqela que extinguiu o ífen, o trema e outras coisinhas).

Achou estranho o parágrafo acima? Pois saiba que o grupo, que conta com professores renomados como Ernani Pimentel e Pasquale Cipro Neto, defende, basicamente, que a gente passe a escrever as coisas da maneira como a gente fala.

As propostas são:

  • a extinção da letra H no início de palavras porque ele é inútil já que não é pronunciado (omem, oje, istória, etc)
  • a abolição do “U” no dígrafo “QU”, daí que queijo viraria qeijo, aquele vira aqele e por aí vai
  • substituição de todo o “CH” por “X”: olá qerida, xeguei!
  • o uso da letra “Z” pra todas as palavras que soam como Za, Ze, Zi, Zo, Zu. Ou seja, o exemplo viraria ezemplo
  • “SS”, “Ç”, “SÇ”, “XÇ” e “XC” seriam substituidos por um simples “S”

Clique pra continuar lendo

Senado Federal estreia no Buzzfeed Brasil

por BIA GRANJA | 12 agosto 2014

senado_buzzfeed

Parem as máquinas! Está acontecendo uma coisa maravilhosa nesse momento: finalmente, a cultura de internet está sendo entendida pelas esferas políticas como linguagem essencial pra falar com o jovem. Depois do post da Dilma Rousseff no Buzzfeed, agora foi a vez do Senado – sim o SENADO, aquele lugar austero cheio de gente engravatada que vota leis e outras coisas – estreiar no site.

Em sua fanpage, o Senado listou 6 motivos pra casa publicar no Buzzfeed e o #6 é: “o BuzzFeed é um site de notícias que vem explorando de maneira muito inteligente e bem sucedida as novas linguagens da ‘cultura da internet’. Memes, gifs animados, listas, quando a gente vai ver, já leu“. Opa!

Contudo, porém, todavia, o Senado aparece no site como um “Brand Publisher“, ou seja, trata-se de um publieditorial (conteúdo pago) do Senado no Buzzfeed e não de uma simples contribuição. Interessante!

Quer dizer que, indiretamente, foi você quem pagou pro Senado aparecer no Buzzfeed. Leia o post “15 curiosidades sobre a bandeira do Brasil e os símbolos nacionais” e responda: seu dinheiro foi bem investido?

Eu curti! :)

UPDATE: Buzzfeed entrou em contato pra avisar que o post do Senado não é pago. Apesar de aparecer como “Brand Publisher”, trata-se de um post espontâneo do Senado.

 

 

Valeu pela dica Olávia Bonfim

 

 

O que acontece quando você curte TUDO o que aparece no seu Facebook?

por BIA GRANJA | 11 agosto 2014

monstrodolike

O jornalista Mat Honan fez esse experimento cruel e voltou das trevas pra nos contar como é curtir tudo (TUDO!) o que apareceu na timeline dele do Facebook durante 48 horas.

Ele começa falando sobre como o “like” virou a principal métrica de sucesso das coisas na internet, tanto no âmbito pessoal quanto mercadológico, já que as marcas usam o like pra medir se a campanha foi bem ou não. Esse ato banal que a gente faz milhões de vezes no Facebook diariamente virou um ato econômico.

Like é dinheiro!

E depois ele conta que decidiu curtir tudo o que aparecesse em sua timeline pelo máximo de tempo que conseguisse, o que, no experimento dele, durou apenas 2 sofridos dias.

Clique pra continuar lendo

A síndrome do “Eu já vi”

por BIA GRANJA | 11 agosto 2014

(Foto: flickr/creative commons)
(Foto: flickr/creative commons)

 

Aperte a tecla verde se algum dos casos abaixo já aconteceu com você em maior ou menor intensidade nos últimos tempos:

a) Você está com um amigo num bar/restaurante e de repente ele te pergunta se você já viu tal coisa…. coisa tal que você ainda não viu. Você dá uma de João Sem Braço, pede pra ir ao banheiro rapidinho, acessa o Google, pesquisa a tal coisa, volta para a mesa e comenta como se já conhecesse aquilo há tempos.

b) Você está falando com o bróder no chat do Facebook, ele te manda um link de um Tumblr que está bombando e pergunta se você já viu. Você não viu, mas clica rapidinho, dá uma sapeada e responde rápido que, claro, conhecia.

c) Você está em uma reunião, alguém comenta sobre aquele último vídeo viral da internet. Você ainda não viu, a internet não está funcionando, seu 3G parou… PÂNICO! Todo mundo comenta sobre o vídeo e você fica por fora do assunto do momento-minuto.

Está muito difícil mostrar alguma coisa nova pra alguém hoje em dia, né?

>>> Clique aqui pra continuar lendo minha coluna na Galileu

 

 

O bullying com a Isabela Freitas hoje no programa Encontro

por BIA GRANJA | 11 agosto 2014

isabelafreitas_tt

Em 2012 eu participei do programa da Fátima Bernardes falando sobre gírias de internet (tem um trecho aqui). Apesar de ninguém da internet admitir que dá bola pra televisão, a internet ficou em polvorosa quando eu fiz minha participação. Dezenas de comentários muito fofinhos falando o quanto eu estava linda, o quanto a maquiagem tava incrível, o quanto a câmera me favoreceu (oi?), etc, etc. Eu agradeci educadamente todos os elogios, mas fiquei muito bolada em pensar o quanto eles eram todos muito machistas.

Minha participação no programa era como “especialista da internet” e não “musa da internet”, ou seja, tanto faz se eu tô bonita ou não no vídeo, meu papel ali era falar coisas relevantes sobre o tema em debate e não aparecer gata na TV. Mas não teve um único comentário sobre minha atuação enquanto “especialista”, tudo o que eu ouvi li foram elogios a minha aparência, inclusive de mulheres.

No mesmo programa teve o Felipe Neto de convidado e, tirando as fãs adolescentes malucas pelo rapaz, ningúem ficou avaliando se ele tava bonito ou não, o que ele falou ali foi o que importou. Pois é, se mulher aparece na TV, o que importa é que esteja bonita e não que fale coisas relevantes. :/

E porque tô falando tudo isso? Por que hoje me deparei com o nome da blogueira Isabela Freitas nos Trending Topics, dei um clique básico pra ver o que estava rolando e encontrei uma porção de tuites falando sobre ela, que participou hoje do programa Encontro pra falar do seu livro.

E o que está sendo comentado? Do livro? Não! Do que está sendo discutido no programa? Não! Da aparência da blogueira? CLARO! O Twitter tá inundado de posts maldosos e piadas sobre o peso da blogueira. Sério que a gente coloca o nome de alguém nos Trending Topics Brasil só porque a pessoa é gorda?  Isso é relevante?

Que ano é hoje, Brasil? :/