MEME, A VASELINA ELEITORAL

por BIA GRANJA | 5 outubro 2012

Tem muito adulto que adora dizer que os “jovens de hoje são alienados” porque não se envolvem com política, causas ou manifestações incríveis pra salvar o mundo. De que? Não sei! Talvez do legado desses mesmos adultos que não conseguiram mudar o mundo em seu tempo e agora depositam na geração seguinte a responsabilidade de fazer o que eles não fizeram.

Mas o que será que eles acham que nós deveríamos estar fazendo de diferente? Ao meu ver, nós jovens temos, sim, causas, não somos alienados. Mas o que vejo por aí é a “cauda longa” das revoluções.

Ou seja, deixamos de lado as causas “de massa” – como, por exemplo, tentar erradicar a enorme corrupção que assola o sistema político brasileiro – pra focar nos interesses que mais nos emocionam e em causas mais próximas da nossa realidade. Assim, ao mudar nossos pequenos mundinhos temos a chance de mudar o mundo.

Daqui a poucos dias rolam as Eleições 2012 e, sempre que tem votação o assunto reaparece: “porque os jovens não saem dessa internet e se envolvem mais com as campanhas de candidatos”? Bom, disseram que 2010 ia ser o ano da campanha eleitoral online. Não foi! Daí disseram que essa de 2012 seria. Também não foi! A maioria delas apenar reproduziu no online aquela coisa chata, intrusiva e linear das campanhas offline.

O jovem de hoje em dia É CONECTADO! Nosso comportamento e vida são pautados pela interação digital e permeados pela linguagem e lógicas da conectividade. Daí que vimos um fenômeno bem interessante rolando esse ano: a explosão de memes eleitorais.

Palavras, foto e ações dos candidatos foram transformadas em uma infinidade de vídeos remixados, montagens, quadrinhos, tumblrs, páginas no Facebook, perfis fake no Twitter e outras formas de expressão memética. Veja uma coletânea dos melhores aqui.

Como a maioria dos memes tem um perfil cômico acentuado, eles acabaram servindo como uma enorme vaselina eleitoral. Confortáveis dentro de sua própria linguagem, os jovens puderam se envolver com os candidatos, as propostas e fazer campanha à sua própria maneira.

Ao contrário do que dizem os especialistas, creio que esse ano foi sim das “Eleições na Internet”, só que a verdadeira campanha política se deu através das manifestações do próprio jovem eleitor (cujos memes e piadinhas pautaram, em muitas vezes, a grande mídia), muito mais 2.0, e não através das campanhas oficias de candidatos que queriam ser Obama.

Nas próximas eleições, VOTE MEME! o/

 

 

 

JORNAL MUNDO UNIVERSITÁRIO

Escrevi esse texto pro jornal Mundo Universitário, que circula nas principais faculdades de São Paulo. O jornal é quinzenal e, a cada edição, traz uma matéria do youPIX. Fazemos tudo no capricho e você pode ler as edições passadas abaixo:

#01 – “5 coisas pra parar de fazer já no Facebook” (leia aqui)

#02 – “6 dicas de como ser popular no Instagram” (leia aqui)

#03 – “Cutuca Rafinha Bastos” (leia aqui) e “Como ficar rico jogando videogame” (leia aqui)

#04 – “O poder da web e o vídeo mais odiado do Brasil” (leia aqui)

#05 – “Meme, a vaselina eleitorial” (leia aqui)

Curta a página do Facebook do Jornal Universitário pra ficar por dentro das novas edições! o/

Quem escreveu:

BIA GRANJA / @biagranja

founder, publisher e curadora do youPIX.
veja + posts do autor

Comentários:

“memepedia”