Sabia que o primeiro “bug” de computador era um inseto de verdade? A história completou 69 anos nesta semana

por Pedro Katchborian | 9 setembro 2013

bug3_abre

O primeiro “bug” (inseto, em inglês) do computador ocorreu em 1945 e era um inseto de verdade! Isso mesmo, uma mariposa entrou pela janela e entrou na máquina Mark II, na universidade de Harvard. O inseto foi descoberto por Grace Hoper, que não conseguia descobrir por que o computador estava com uma pane, até que ele descobriu a mariposa nos contatos de um relê. O fato ocorreu faz 69 anos e acredita-se que foi ele que deu a origem ao bug como erro do computador.

Grace teve que tirar o inseto com uma pinça e disse que “estava tirando o bug da máquina”. Depois, colocou a mariposa em seu caderno de anotações com uma fita adesiva e escreveu “primeiro caso de bug realmente encontrado”. O caderno está no Museu Smithsonian, nos Estados Unidos, mas não se encontra em exposição atualmente.

Apesar de provavelmente ter espalhado o termo bug na computação, a palavra já era usada como “erro” ou “problema” há um bom tempo. Thomas Edison já falava sobre bugs em sistemas elétricos em 1870.

bug_mariposa

Quem escreveu:

Pedro Katchborian / @pedrokatch

é repórter do youPIX. Queria ser paleontólogo, mas virou jornalista.
veja + posts do autor

Comentários: