PORFOROFOBIA: OS FORTES SABEM O QUE É

por ROSANA HERMANN | 29 junho 2012

Ser humano é como feijoada, tem que ter aquele negócio de “pertence”. Todo mundo quer e precisa pertencer a alguma coisa, nem que seja à própria família. Por isso temos fã-clube, time do coração, escola de samba, clube da esquina, grupo do Facebook, panela do Twitter, turma do bar, coral da firma.

 

 

A pior coisa que pode acontecer com uma pessoa é ela ficar isolada. Sozinha. Não, errei. Acho que pertencer ao coral da firma é pior que solidão. Enfim. Sempre foi assim. Mas, antes, isso acontecia só no plano físico. Com a vida em rede, o medo de ficar de fora se ampliou. Agora temos pavor de não saber as notícias, as novidades, os memes e virais do momento. Dá uma sensação de exclusão quando você entra no Twitter depois de algumas horas desconectado e vê todo mundo falando de um assunto que você… nem entende. E quando você olha os Trending Topics e não reconhece METADE dos termos que estão está lá? Como assim, assuntos que chegam ao topo e que você nem decodifica?!

Sim, amigos, a timeline é cruel e não faz intervalo. Ela segue falando mal de novas pessoas e publicando outras novidades da mídia e do mundo e nem espera por você. Ou você corre e se atualiza ou você sofrerá imediatamente os sintomas da porforofobia.

Exemplos? Você clica nos dez TTs para descobrir o que significam. Começa a ler as timelines de amigos e inimigos pra se atualizar. Passa DM perguntando do que estão falando. Quando perguntam se você viu aquele novo viral que você não viu, você mente e corre pro Google e YouTube. Se você está desconectado, você fica pensando em tudo o que está perdendo.

E, ao encontrar um amigo no corredor, a primeira pergunta que você faz é “E aê, qual a boa do dia?”. Se antes a pior coisa do mundo era ser pobre, agora é ser anônimo. Se antes a exclusão social era por ser feio, agora é por ser desinformado. Se antes a gente tinha medo de ser ignorado, agora temos medo de ficar por fora. Se antes a pior coisa que podia acontecer era ser forever alone, agora a pior coisa na vida em rede é ser o último a saber. Pronto. O texto acabou e você já sabe o que é porforofobia. Pode sorrir e digitar na cabeça: First!

 

 Rosana Hermann (@rosana) é escritora, jornalista, professora, blogueira no Querido Leitor e Gerente de Inovação do Portal R7

Quem escreveu:

ROSANA HERMANN / @rosana

:// Um beijo, um browse, um aperto de mouse
veja + posts do autor

Comentários:

“memepedia”