South by youPIX – Qual a melhor forma de distribuir conteúdo e ter engajamento?

por youPIX | 1 abril 2015

Conteúdo todo mundo faz, mas o que está por trás daqueles que conseguem se espalhar pela internet e fazer as pessoas clicarem? O 2o episódio da websérie “South by youPIX” foca nas discussões sobre distribuição de conteúdo!

Jackeline Salomão conversou com Daniel Arcoverde (Netshow.me), Rita Moraes (Los Bragas) e Rodrigo Abdalla (Youtube) pra descobrir qual a melhor forma de distribuir seu conteúdo e aumentar o engajamento.

Como funciona o sistema de recomendação do Netflix? Qual impacto que uma imagem tem na divulgação de um conteúdo? Como refinar o engajamento do público com o seu conteúdo? Identificação, relevância, produtor de conteúdo multiplataforma… o que funciona? Assista no nosso vídeo:

space_30

Assista também:

Como ganhar dinheiro na internet sem depender de marcas

por LEO MAIA | 5 março 2015

6 modelos alternativos de receita pra produtores de conteúdo

abre-

 

Quem trabalha produzindo conteúdo pra internet sabe que é dura a vida de quem precisa pagar as contas no final do mês mantendo a qualidade, relevância e a frequência do conteúdo publicado. Monetização é um dos assuntos mais velhos e desafiadores pra produtores de conteúdo na Era Digital, não só pros “independentes” ou representantes da “nova mídia”, mas também pros grandes portais e veículos da “velha mídia” que precisam se adaptar aos “novos tempos”. (Nossa, quanta aspa)

Já existem discussões infinitas sobre os modelos adotados por jornais na web, como Estadão, Folha, Wall Street Journal, New York Times e afins… e por isso nós vamos focar aqui na nossa comunidade, a dos criadores de conteúdo “independentes” (blogueiros, youtubers, etc).

Como um blogueiro, podcaster, youtuber, instagramer, viner ou snapchater ganha dinheiro hoje? Basicamente de três maneiras:

  • Display media (é o famoso banner, modelo baseado única e exclusivamente em audiência, por isso pouco vantajoso pra quem não tem centenas de milhares de views ou pageviews por mês, como os grandes portais – que aliás também estão sofrendo com CPMs cada vez mais baixos)
  • Publieditorial e Native Advertising (a marca “compra” um espaço editorial no seu canal e coloca conteúdo ali OU você, com o seu jeitinho, faz um conteúdo bacana pra marca dentro do seu canal)
  • Imagem (que é quando a marca compra a influência do criador de conteúdo e a sua figura – pra fazer merchan, participar de campanhas etc).

Pro cara que faz parte da comunidade de creators independentes (blogueiros, youtubers, etc, etc, etc), os dois primeiros formatos, que tem mais a ver com o canal (web e social) e menos com a pessoa, trazem um sustento mais sofrido. Mas os 3 são complicados. Por que? Clique pra continuar lendo

O que aconteceu com a blogosfera brasileira?

por BIA GRANJA | 3 fevereiro 2015

youtubersandcid

Lembro quando, no ano passado, o Cid do Não Salvo, após ganhar mais uma vez o prêmio de blog do ano no youPIX, comentou comigo que o Não Salvo é a resistência. O que ele quis dizer é que, em uma premiação inundada de influentes que tem no vídeo seu principal formato criativo e de distribuição, ele é um dos únicos premiados que vem de outro ecossistema, a blogosfera.

E ele tem razão. Dos grandes nomes superstars da internet hoje, daqueles que tem uma legião de fãs que os cercam em eventos querendo selfies e autógrafos e protagonizam cenas “fã-ídolo” daquelas que a gente só via rolando com artistas de TV ou do rock, o Cid é o único que não é youtuber.

Não estou falando que o blog vai morrer, que quem bloga não tem relevância ou nada disso. Só estou dizendo que, desde que o Youtube entrou na jogada como ferramenta de expressão, os blogueiros perderam uma grande parte de sua grandeza e, em alguns casos, seu propósito. Clique pra continuar lendo

10 dicas estratégicas pra conseguir engajamento no Facebook

por youPIX | 7 novembro 2013

facebookheader

Ok, você já sabe que o conteúdo é rei e que as redes sociais são as suas aliadas na divulgação do que você produz. Já mostramos aqui as dicas para produzir conteúdo quando todo mundo já faz isso e até fórmulas como esta dos três elementos, além de como conseguir engajamento no Facebook.

Agora, é hora de falar de estratégia de divulgação. Felipe Novaes, Chief Creative Officer e Planner Digital da agência Movimento, tem umas dicas bem úteis para quem quer conseguir engajamento no Facebook de uma forma…hummm…mais avançada. Clique pra continuar lendo

Como tornar sua página no Facebook mais “profissa”?

por youPIX | 29 outubro 2013

publieditorial-youpixheader_likelikelike

Você já criou sua loja pessoal no Magazine Você (né?), já aprendeu a montar uma fanpage maneira pra essa loja no Facebook (veja aqui como fazer) e já leu as nossas 8 dicas de como conseguir engajamento na página.

Imaginamos que sua loja já seja uma marca estabelecida e que merece ser tratada como tal. Você sabia que 85% dos fãs de uma marca no Facebook a recomendam pros amigos? Pois é! Por isso, vamos te ensinar aqui alguns pequenos truques que as grandes marcas usam em suas fanpages pra conquistar confiança, atenção e lealdade.

Anota aí!

Clique pra continuar lendo

8 dicas práticas pra conseguir mais engajamento no Facebook

por youPIX | 25 setembro 2013

publieditorial-youpixeverybodylikesit_header

A gente já deu a dica aqui no youPIX sobre o Magazine Você, uma mega boiada criada pelo Magazine Luiza que dá a chance de qualquer um ter uma loja dentro do seu próprio Facebook ou site. É só criar sua loja aqui, escolher os produtos que você quer vender e pronto! O Magazine Luiza cuida da entrega e ainda te paga uma graninha a cada venda que você faz.

Lindo, né?

Você criou sua loja no Facebook? Já falamos nesse post aqui que ter uma fanpage da sua loja é a melhor estratégia pra divulgá-la. Mas como conseguir que as pessoas curtam, compartilhem, comentem e, PRINCIPALMENTE, comprem seus produtos?

Temos 8 dicas práticas pra te ajudar nessa tarefa! :)

Clique pra continuar lendo

O monoteísmo das redes sociais

por Edney "Interney" Souza | 15 agosto 2013

igreja_facebook

Em uma de suas muitas definições, religião é o ato de se reconectar com Deus, talvez essa analogia, onde as ferramentas digitais de redes sociais são os veículos para se reconectar com seus amigos, explique o fanatismo que as pessoas possuem por uma ou outra ferramenta em específico.

Eu fico profundamente incomodado quando uma pessoa briga com outra porque prefere a rede social X, Y ou Z. Geralmente essas brigas incluem Twitter, Facebook e Google+.

Você pode usá-las de formas diferentes, porque são ferramentas com características distintas, e eu entendo que refazer suas conexões em cada rede é trabalhoso, mas nos dias de hoje existem recursos que podem simplificar e muito essa segmentação.

Clique pra continuar lendo

PEGA NO MEU KLOUT E BALANÇA! O POST DEFINITIVO…

por FABIO REX | 29 maio 2012

Mentira, não é o post definitivo. Odeio posts definitivos. Nada na internet é pra sempre. Tudo muda.  E com o Klout não foi diferente.

O Klout surgiu lá pelos …. de … A primeira pessoa que eu vi mencionar foi a papisa da web lusotropical, a @Rosana. Eu fui verificar o que era. Sou control freak mesmo.

O Klout é uma ferramenta que, por meio de 1 algoritmo ~MISTERIOSO~ calcula a relevância, a influência, a importância de uma pessoa nas esferas people powered da internet, a Social Media. Em outras palavras é uma régua para medir o seu epeen.

Clique pra continuar lendo