Novidade no Facebook: agora é possível buscar por palavras-chave em todos os posts que você já curtiu, comentou ou compartilhou

por Pedro Katchborian | 19 setembro 2014

pesquisa-atividade-abre

Você já deve ter comentado, compartilhado ou curtido muitas coisas no seu Face, né? E não dá pra ficar buscando tudo na sua linha do tempo. Pra resolver esse problema, existe uma nova função, que permite que você procure palavras-chave em todos os posts que você curtiu, comentou ou compartilhou. Clique pra continuar lendo

Como um cara usou os anúncios do Facebook pra fazer a melhor pegadinha da história

por Pedro Katchborian | 18 setembro 2014

paranoid-abre

Tá, você pode até duvidar do conceito de “melhor pegadinha da história” que eu coloquei no título, mas depois de ler o caso a seguir, você vai ter que concordar comigo.

Brian Swichkow é um americano que procurava um colega de quarto. Depois de um tempo na busca, ele finalmente achou alguém pra dividir o apartamento. Acontece que ele se deu muito bem com o seu colega de quarto (que não tem o nome revelado na história, então vou chamá-lo de roommate) e, com um tempo, se tornaram grandes amigos.

E o que grandes amigos fazem um com o outro? Tiram sarro, zoam, enfim, fazem o que se espera de uma verdadeira amizade. O roommate de Brian resolveu aplicar uma pegadinha com ele. Brian não conta direitinho o que rolou, mas ao descobrir a verdade, disse: “Muito bem jogado. Mas vai ter volta”. Clique pra continuar lendo

As 5 coisas que você deveria ter visto na internet hoje

por Pedro Katchborian | 17 setembro 2014

1) E o iOS 8 chegou! E aí, curtiu?

2) Rede social ‘para poucos’ cobra R$ 21 mil de inscrição

3) Opa! Jogo Goat Simulator é lançado para Android e iOS

4) Dois esqueletos de 1000 anos foram encontrados por arqueólogos. E eles estavam de mãos dadas. Que lindo!

5) Até quando? Facebook se recusa a excluir vídeo de gato sendo queimado

 

9 maneiras de parecer inteligentão nas redes sociais

por Ana Freitas | 17 setembro 2014

inteligentao

O Facebook trouxe a gente pra perto de contatos que eram distantes. Só que, a gente descobriu do jeito pior, tem um monte desses contatos que provavelmente estavam distantes por um motivo: de perto, eles são pessoas insuportáveis. Uma das espécies que habitam esse ecossistema é a dos inteligentões. Eles não são muito abundantes, mas se destacam porque são chatos pra c*ralho e têm um encanto mórbido: por sua alta habilidade de falar merda, tal qual trolls involuntários, acabam atraindo outras espécies indignadas pra discussões. E no fim eles ganham, né, porque não há ninguém melhor em discutir sobre o que não sabe do que ele.

Os inteligentões são uma espécie bastante adaptável. Eles habitam até caixas de comentários, mas é nas discussões do Twitter e do Facebook e também em canais próprios do YouTube que eles atingem seu potencial máximo. Bastante territoriais e frequentemente donos de uma voz alta e estridente, os inteligentões dificilmente resistem a oportunidade de fazer um comentário longo em uma discussão sobre a qual pouco entendem, mencionar como argumentos coisas que ele “leu por aí, não sabe onde” e tomar opiniões como fatos. Outra característica da espécie é a desenvolvida habilidade retórica: eles vão desqualificar o argumentador, em vez do argumento, pra tentar desviar o foco de que eles não sabem do que estão falando e, portanto, não podem contra-argumentar.

É fácil se tornar um deles, porque existem várias categorias de inteligentões nas redes sociais. A gente separou uma lista de 9 coisas que você pode começar a fazer AGORA MESMO pra se integrar nesse universo dos sabidos do Facebook.

Acompanhe comigo:

Clique pra continuar lendo

Até quando? Facebook se recusa a excluir vídeo de gato sendo queimado

por Pedro Katchborian | 17 setembro 2014

cute-cat-abre

Lá vamos nós de novo, Face. Você já não tem muita moral com ninguém, mas continua mostrando valores pra lá de questionáveis. Falamos repetidamente sobre o que pode e o que não pode na rede social, inclusive falando sobre a cadeia que pode rolar pros usuários que infringirem as “leis” do Facebook.

Só que, com a repercussão negativa, a gente pensa que isso pode mudar…Mas não: a última notícia é que a rede social se recusa a excluir um vídeo de um gato sendo queimado. No clipe, dois jovens jogam gasolina em um felino para depois colocar fogo no animal. Uma crueldade daquelas. Como tem gente sem noção, alguém subiu a filmagem no Face (que não vamos linkar aqui) e ele permanece lá.   Clique pra continuar lendo

Pollztat: descubra em quem seu Facebook vai votar

por BIA GRANJA | 16 setembro 2014

O Pollztat é um site que faz comparação de fanpages entre seus amigos do Facebook. Como é isso? Você conecta seu perfil e insere fanpages da sua preferência no sistema, clica no botão “comparar” e pronto: o site te diz quantos dos seus amigos curtem quais fanpages e monta um grafiquinho maneiro.

Dá pra usar pra tudo, mas resolvi usar o Pollztat pra entender um pouco mais sobre as preferências políticas das pessoas que eu acompanho no Facebook. Olhando no micro, a coisa tá polarizada demais, o debate rola passional e de um jeito pouco produtivo… não dá pra saber exatamente quais são as macro tendências.

Mas plugando as fanpages de Dilma, Aécio e Marina no site, descobri, por exemplo, que 48% dos meus amigos do Facebook curtem a fanpage da última. Pois é, eu achando que minha timeline era Dilmenta… mas eis que descubro que só tem Marineiro por aqui. o.O

É claro que isso não tem nenhum rigor científico e o fato da pessoa curtir a fanpage de um candidato não significa, necessariamente, que ela vai votar nele, mas vale pelo exercício de conseguir visualizar as coisas de um jeito mais amplo.

Faça o teste aí no seu Facebook. :)

pollztat

 

 

Facebook Brasil convida presidenciáveis pra bate-papo com fãs

por BIA GRANJA | 16 setembro 2014

facebook_eleicoes

Todo mundo já cansou de falar sobre o poder de mobilização política da internet e como ela influencia nas eleições. Já vimos uma prévia disso em 2010, e estamos entrando de cabeça nessa questão em 2014, por três motivos: a onipresença do Facebook, o barateamento e popularização dos smartphones e dos planos de dados para celulares.

Em pesquisa recente que apresentamos no youPIX em julho, 74% dos jovens usuários de internet afirmou que as redes sociais terão um impacto direto em suas escolhas políticas. E é por isso que o Facebook acaba de anunciar em sua fanpage oficial que está convidando os presidenciáveis pra participar de um Face to Face, um modelo de interação onde celebridades podem conversar em tempo real com fãs através de suas fanpages.

O Facebook tem 89 milhões de brasileiros conectados e o país tem 143 milhões de eleitores. Não dá pra saber quantos desses são usuários da rede social, mas meu palpite é que, entre a população total do país (203 milhões de moradores), a maioria do Facebook seja de votantes.

Os comentários no post da fanpage do Facebook são bem positivos, afinal, os debates na televisão nem sempre são em horários bons de se acompanhar (quem lembra do último às 5 da tarde?) e, bem ou mal, o povo passa o dia todo conectado ao Facebook mesmo. É ou não é o melhor lugar pra falar com os candidatos?

Vamos ver se eles vão aceitar, né? Negar ou ignorar o convite pode ser um gigante tiro no pé, já que presença digital pressupõe interação e quem está conectado com esses candidatos online espera, no mínimo, que eles façam parte da conversa, né? O negócio aqui é CARA A CARA!

Por enquanto ninguém se manifestou. Vamos acompanhar…

 

5 maneiras bizarras como a rede social está mudando o seu cérebro NESTE MOMENTO

por BIA GRANJA | 15 setembro 2014

Um terço da população mundial está totalmente ligada nas redes sociais, então é óbvio que a influência delas na sociedade seja enorme hoje em dia. Mas qual o efeito das redes sociais no seu corpo…. mais especificamente no seu cérebro?

Entre 5 e 10% dos usuários de internet e redes sociais tem problemas reais pra controlar a quantidade de tempo que ficam online. Pesquisas mostraram que o uso das redes sociais tem impacto direto sobre às regiões do cérebro ligadas à emoção, atenção e tomada de decisão… E o vídeo abaixo, do pessoal da ASAP Science, explica em 3 minutinhos os 5 efeitos mais bizarros das redes sociais aí dentro da sua caxirola.

É em inglês mas tem legenda em inglês (porque ler é melhor que ouvir, né?) e em espanhol também.

Dá uma olhada:

Como uma holandesa enganou família e amigos ao simular uma viagem para a Tailândia usando o Photoshop e o Facebook

por Pedro Katchborian | 11 setembro 2014

zilla-abre

Você já mentiu ou deu uma exagerada em algo que postou no Facebook? Sim? Não importa muito o que você tenha feito, dificilmente vai chegar aos pés da história a seguir.

Zilla van den Born, uma jovem de 25 anos, resolveu dar uma mega trollada em todos os seus amigos e sua família: por um mês, ela fingiu que estava viajando para a Tailândia e o Camboja — e a viagem estava sendo relatada com fotos no Facebook. Acontece que todas as imagens foram forjadas. Em 30 dias, ela não saiu de sua casa em Amsterdã. Clique pra continuar lendo

Por que o Twitter não deve seguir os passos do Facebook e escolher o que você vai ler

por Pedro Katchborian | 11 setembro 2014

twitter-bird-abre

Acabei de abrir o meu Facebook aqui. Vejo várias matérias de veículos de comunicação, alguns vídeos e poucos, pouquíssimos posts de gente real. A maioria das publicações é de ontem. 12h atrás, 24h atrás. Coisas que a) não me importam ou b) eu já sei. Essa é a experiência de navegar no Facebook.

O poderoso algoritmo sobre o qual já falamos, que nos mantém dentro de uma bolha, em que consumimos as mesmas coisas, remoemos os mesmos assuntos e continuamos viciados na rede social. Enquanto isso, nosso comportamento no Facebook é minuciosamente analisado pelo algoritmo, para que os “anúncios certos” cheguem até nós. Mas isso você já sabe. O que você não sabe é que isso talvez chegue ao Twitter. Clique pra continuar lendo