Meerkat, um aplicativo de streaming de vídeo que funciona com o Twitter

por LEO MAIA | 2 março 2015

meerkat

Você deve lembrar do Twitcam, aquele site onde era necessário apenas estar logado no Twitter para fazer uma transmissão de vídeo e conversar com seus seguidores. Algumas pessoas faziam shows, respondiam perguntas da galera e até faziam desafios  na tentativa de que mais pessoas começassem a seguir seus perfis. Acontece que o tempo passou, o Twitcam foi ficando esquecido e provavelmente quem entrou recentemente no Twitter, nem sabe dessas histórias.

Agora foi lançado o Meerkat, um app para celular que se integra ao Twitter e permite que você faça streaming de vídeo com seus seguidores, mostrando na tela o que eles estão falando na rede social — outras pessoas também podem assistir a transmissão mesmo que não estejam conectados ao Twitter, basta clicar no link que é compartilhado no início da live.

Será que teremos uma nova onda de “twitcams”?  Clique pra continuar lendo

A melhor coisa do Facebook do momento: joguinhos usando pause dos vídeos

por LEO MAIA | 25 fevereiro 2015

video-joogo-facebook

O conteúdo em vídeo tomou conta do Facebook no último ano. O auto-play e o maior alcance fizeram surgir outras formas de usar o vídeo, como a revista TIME que pelo Facebook divulga uma versão animada de capa do mês — quando a publicação da TIME aparece no nosso feed é como se o vídeo fosse um enorme GIF.

Agora a brincadeira da vez é transformar videos curtinhos em jogos, para vencer é só pausar no momento certo. Muita gente conheceu agora esse uso para o vídeo, mas já faz algum tempo que ele existe no Vine –veja aqui e aqui. Foi a zueira que levou o formato para o Facebook, logo depois as marcas também começaram a fazer games.

 

Fizemos uma lista com 9 jogos que estão bombando no Facebook:  Clique pra continuar lendo

Assista aos 101 maiores virais do Youtube dos últimos 10 anos

por BIA GRANJA | 22 fevereiro 2015

No dia 14 de fevereiro de 2005, o domínio youtube.com foi registrado por seus criadores. O 1o vídeo só foi postado em 23 de abril e tornado público em maio, data que a empresa considera como seu aniversário oficial. Faz 10 anos que o Youtube começou a quebrar paradigmas de diversas indústrias (audiovisual, fonográfico, do entretenimento, etc) e mudar a maneira como a gente consome e distribui conteúdo.

Foi graças a este que é o terceiro site mais visitado do mundo (só está atrás do Google, que comprou o YouTube por US$ 1.65 bilhão em 2006, e do Facebook) que tivemos acesso ao estranho e fascinante mundo dos vídeos das crianças sem noção, dos gatos adoráveis e de coreografias que, sim, já tentamos repetir em casa.

Pra dar um pontapé inicial nas comemorações da década youtúbica, o pessoal do The Daily Conversation fez uma compilação com os 101 vídeos virais mais marcantes da história do site e ainda conta mini-histórias sobre alguns deles. Não tem nenhum brasileiro, mas vale a viagem mesmo assim.

Pega um drink, relaxa aí no sofá e aperte o play… são 16 minutos de nostalgia! \o/

O carnaval já começou no Youtube, se liga no que está rolando:

por LEO MAIA | 13 fevereiro 2015

 

carnaval-youtube

O carnaval na interwebs começou faz tempo. Isso porque diferente do que acontecia antigamente, onde shows e festivais eram um acontecimento limitado a um evento e a uma data, agora a experiência é prolongada na internet e fora dela. No Youtube o carnaval gera mais de 300 mil vídeos e mais de 1,5 bilhões de visualizações.

Só pra você ter uma ideia, de todos os vídeos relacionados ao Carnaval no YouTube, 27% são assistidos antes da festa; 39% durante e 34% no mês depois do canaval. Para cada uma dessas etapas, um tipo de conteúdo é consumido:

Antes do Carnaval
Carnaval não é bagunça amigos e por isso, antes de correr atrás do trio ou sair na avenida, todos correm para o Youtube para aprender e ensinar como customizar o abadá, fazer um penteado e maquiagem legal e pegar a coreografia do hit do carnaval.

Para ensinar a coreografia do Lepo Lepo, os usuários criaram mais de 120 vídeos, que somam mais de 50 milhões de views — enquanto o vídeo oficial da música tem 35 milhões de views.

Durante o evento
Quem não foi pra rua, samba de casa acompanhando o conteúdo ao vivo transmitido pelo Youtube. O site já fez transmissão durante 4 anos de carnaval, e registra cerca de 1,4 milhão de horas assistidas ao vivo pelo mundo todo. Os gringos fazem a festa, já que cerca de um em cada quatro usuários que assistem ao Carnaval de Salvador no YouTube são de fora do país.

Todo carnaval tem o seu fim
Um sentimento de saudade misturado com ressaca e algumas lembranças da festa faz com que as pessoas continuem consumindo coisas relacionadas ao carnaval, como por exemplo covers, paródias, remixes do que tocou na rua.

Clique pra continuar lendo

Sobre essa modinha de tudo ser vídeo na internet

por Gustavo Teles | 12 fevereiro 2015

Você é blogueiro, youtuber ou apenas criador de conteúdo? Bons criadores não se limitam à plataformas, eles criam conteúdo relevante e pronto.

videofyme_txtpravideo

Nas últimas semanas tenho visto uma discussão sobre a transição – ou não – do mundo escrito dos blogs para o mundo assistido do áudiovisual, gerada por essa coluna da Bia Granja aqui no youPIX. Li textos incríveis sobre esse paradigma, onde gente muito entendida do ecossistema de conteúdo na internet formulou opiniões, fez projeções e previsões ou deu apenas aquele bom e velho pitaco quando surge uma polêmica.

Confesso que sempre fico com um pé atrás quando surge alguma “modinha”. Geralmente eu a observo bem de perto e busco compreender qual o ponto inicial desse movimento, na tentativa de me antecipar em relação a tudo que virá em seguida. Em relação a conteúdo, tenho alguns pontos de vista lógicos. Acredito que não se pode pensar em conteúdo sem parar para analisar profundamente as pessoas. É antropologia pura! Compreender como se formam as culturas e, consequentemente, como elas propagam seus princípios ao longo de gerações é essencial.

Quando o comportamento humano é a base pra tudo que pensamos sobre conteúdo e pensando especificamnte em vídeo, a conclusão é óbvia: é claro que estímulos visuais são extremamente eficazes no compartilhamento e conscientização de culturas, formação de hábitos e construção de pensamento. Se a mensagem a ser propagada conseguir reunir áudio e visual com o timming de compreensão da geração com a qual você pretende se conectar, então você se torna Rei em terra de cegos. Digo isso, pela escassez de bons tradutores de comportamentos das gerações atuais. Clique pra continuar lendo

A opinião da blogosfera sobre o que aconteceu com a blogosfera

por BIA GRANJA | 6 fevereiro 2015

Os blogueiros tiveram que se reinventar. (…) Esses ~blogueiros sobreviventes~ tem hoje um outro tipo de posicionamento, principalmente frente aos anunciantes (que é quem paga a conta, neam?). Eles viraram referência dentro de nichos e temas específicos, são reconhecidos e influentes dentro de suas especialidades. Enquanto a fama mainstream ficou com os youtubers, assim como a audiência e, principalmente, o poder de trazer resultados impactantes pra ações de marcas“.

blogosferapostsblogosfera

Essa semana escrevi um texto aqui no youPIX questionando o papel dos blogs em um cenário onde o conteúdo em vídeo ganha cada vez mais audiência e, principalmente, a atenção e dinheiro dos anunciantes. A coluna “O que aconteceu com a blogosfera brasileira?” gerou um necessário e maravilhoso debate.

Além do tema ser amplamente discutido nas redes sociais, alguns blogs participaram da reflexão e postaram em suas páginas opiniões sobre a minha opinião. Pra manter ~a mesa redonda virtual~ viva, fiz aqui um apanhado de alguns pontos e visões publicadas em blogs ou caixas de comentário por aí. Outras tantas opiniões muito válidas podem ser encontradas a partir do blogs e comments que eu linko aqui. Quem tem interesse no assunto tem aí a chance de fazer uma verdadeira imersão. Eu recomendo!

 

Clique pra continuar lendo

O que aconteceu com a blogosfera brasileira?

por BIA GRANJA | 3 fevereiro 2015

youtubersandcid

Lembro quando, no ano passado, o Cid do Não Salvo, após ganhar mais uma vez o prêmio de blog do ano no youPIX, comentou comigo que o Não Salvo é a resistência. O que ele quis dizer é que, em uma premiação inundada de influentes que tem no vídeo seu principal formato criativo e de distribuição, ele é um dos únicos premiados que vem de outro ecossistema, a blogosfera.

E ele tem razão. Dos grandes nomes superstars da internet hoje, daqueles que tem uma legião de fãs que os cercam em eventos querendo selfies e autógrafos e protagonizam cenas “fã-ídolo” daquelas que a gente só via rolando com artistas de TV ou do rock, o Cid é o único que não é youtuber.

Não estou falando que o blog vai morrer, que quem bloga não tem relevância ou nada disso. Só estou dizendo que, desde que o Youtube entrou na jogada como ferramenta de expressão, os blogueiros perderam uma grande parte de sua grandeza e, em alguns casos, seu propósito. Clique pra continuar lendo

Twitter lançou DM grupal e upload de vídeo direto na rede social

por youPIX | 27 janeiro 2015

Screen Shot 2015-01-27 at 12.54.34

Apesar de estarem sempre testando uma coisa aqui e ali, o Twitter não é muito fã de fazer mudanças grandes e impactantes na sua plataforma. Mas hoje, finalmente, o Twitter anunciou dois novos features que já tavam caducando de tão óbvios que eram e que, claro, buscam bater de frente com alguns concorrentes como WhatsApp e Instagram.

1) Mensagens grupais
Você sempre quis poder mandar DM pra várias pessoas ao mesmo tempo e nunca pode. Mas isso acaba de mudar. A rede social acaba de anunciar essa possibilidade e as mensagens vão suportar links, emojis, texto e FOTOS (!!!!). O mais legal é que as pessoas do grupo não precisam seguir umas as outras pra poder trocar DM. Legal, né? Olha o vídeozinho mostrando como vai funcionar: Clique pra continuar lendo

Pra brigar com o Facebook, Youtube testa reprodução automática de vídeos

por BIA GRANJA | 12 janeiro 2015

O Youtube tá sempre testando maneiras de fazer a gente assistir mais e mais e mais e mais e mais (etc) vídeos em seu site, aumentando o tempo que a gente passa ali (que já é de 24 minutos em média) e o watch time geral da plataforma. No final do ano passado, o site começou a testar o autoplay (também conhecido como recurso que fez o Facebook ultrapassar o Youtube em número de views e deixar o mercado todo alarmado) para vídeos sugeridos.

Sabe aquela lista de vídeos que fica no canto direito da tela? Então, para alguns usuários, eles começam a tocar automaticamente depois que o vídeo principal acaba.

Um representante do Youtube disse que “eles estão sempre experimentando maneiras de ajudar as pessoas a encontrarem mais facilmente vídeos que realmente importam pra eles” e que eles estão estudando os resultados desse experimento com alguns usuários selecionados pra entender se vão liberar o autoplay pra geral ou não. Alguém aqui no Brasil tem o recurso?

O autoplay aparece como um botão que você pode desligar caso não esteja a fim de cair em um loop infinito de vídeos. Olha só o print:

youtubeautoplay
Imagem: Techcrunch

Clique pra continuar lendo

Porta das Frentes

por Vitor Knijnik | 16 dezembro 2014

foto_final2

Se 2013 foi marcado pela descoberta do Porta dos Fundos por anunciantes e agências, 2014 foi o ano em que a ideia do que é um canal do Youtube se popularizou. Parece algo simples, mas o conceito de um canal não estava estabelecido, mesmo depois do fenômeno do Porta. A rede de vídeos do Google ainda era o lugar pra ver gatos tocando piano e outras esquisitices. Um dropbox de vídeos que, vez ou outra, viralizava um dos seus arquivos.

Aliás o fenômeno do Porta é paradoxal. Se por um lado ele ensinou e popularizou a ideia de canal, por outro confundiu o mercado. Já que a maioria das ações publicitária realizadas com a turma do Porta foram fora do canal. Dentro, que eu me lembre, apenas o vídeo do Spoleto e diversos product placements.

O fato é que a própria campanha que o Youtube promoveu em relógios de rua, cinema, televisão e revistas ajudou a todos a enxergar a plataforma não como um lugar de passagem, mas um destino para se assistir coisas legais. Os efeitos já são aferíveis. O Manual do Mundo, que figurou em destaque na campanha, foi o que obteve mais inscritos nos últimos 30 dias: 137mil. Mas não foi só o fantástico Tenório que viu seus números crescer. Diversos outros canais estão atingindo marcas superlativas, que superam audiências de muitos programas da TV aberta. Clique pra continuar lendo